sexta-feira, outubro 27, 2006

Matt Bianco

Matt's Mood

Matt's Mood is my favourite CD nowadays. I can't stop listening this album. It's really great.

SAY THE WORDS

Ask and I will give you
all you have dreamed of, I could
but you never say the words
never say the words
You can never say the words

Though I know your name
I don't know who you really are
Do I make you happy
Do you cry inside
Because you never say the words
never say the words
So I... I never say the words

Call me and I will find you
and tell me how we got lost on the way
Call me and I will guide you
to help you get safely home one day

I'm looking in your face
for someone I thought I knew
Hope to find the reason
to fall in love again but you...
you never say the words
never say the words
You can never say the words

Look at us - we should be thankful
After all - we've got everything
and others in the world
would be grateful
for a chance of having half as much

So call me...

Try and I will follow
I'll stay here forever, I could
but we never say the words
never say the words
We can never say the words

terça-feira, julho 18, 2006

O nada.

Meu cérebro está em greve. Espero entrar em acordo com ele o mais rápido possível, sem prejuízos para ambas as partes. Cérebro, eu te amo, volte por favor!

Beijos,

segunda-feira, julho 10, 2006

:-)



I can't stop smiling today. Hohohoho!
I love you, JP!

quarta-feira, julho 05, 2006

Snarf e Kiki na tuba do Serafim.

Kiki having a bath

Clica aí no link do título.

sábado, julho 01, 2006

I don't care about the world cup.

Eu estou de saco cheio de tudo, especialmente dessa Copa besta, das cornetas e rojões que vêm com ela. E principalmente daquela macumba chutada que é o Galvão Bueno.

Saco cheio da minha vida vegetativa, e ando tentando tomar as rédeas dela novamente. É uma coisa quase impossível não se deixar afetar pelas coisas péssimas ao redor, especialmente quando elas interferem em tudo, no sentido prático e no sentido psicológico.
Tem dias que eu só quero chorar, mas nem pra isso tenho muito saco atualmente. Ando mais fodida que bunda de puta do baixo meretrício. Dívidas e mais dívidas, um chuveiro que desliga quando eu tomo banho, um pai que atua como uma praga pestilenta, a depilação definitiva cada vez mais utópica, ando sem rumo, sem direção, sem saber o que fazer e sem ver sentido em absolutamente nada na minha vida.
Nada mais me motiva como antigamente, e todos os meus sonhos foram aniquilados.

E todo esse vazio que é minha vida já se tornou tão constante e comum que já me acostumei com tudo isso, e nem dói mais como antes. Acho que às vezes eu só espero a minha vida acabar, tudo passar, o pó me cobrir e ver as coisas se moverem enquanto eu me torno pedra e espero que meus olhos se fechem definitivamente para meu alívio, finalmente.

terça-feira, junho 20, 2006

Em 25 de fevereiro de 1998 eu comprei um cd da Enya.

Ultimamente ando picando minhas agendas antigas, pra liberar espaço e pra me livrar mesmo das lembranças ruins de coisas que não tem mais o menor sentido pra mim.

E lendo as páginas cheias de adesivinhos e canetinhas coloridas, concluo que:

  • adolescentes têm muito mais pique pra todas as coisas e a cada ano que passa tenho menos vontade de sair de casa e estar com as pessoas
  • adolescentes são totalmente sem noção
  • eu tinha uma letra muito bonitinha em 1998 e os adesivos mais fofos de gatinho que nunca mais achei em papelaria alguma
  • adolescentes não têm medo de se perder, não procrastinam o inevitável e vão aonde for, seja como for. 8 anos depois, eu não vou a lugar algum.
  • em 18/02/98 eu assisti Titanic no cinema. Comecei a chorar nos traillers e fui me desintegrando até o final. Paguei 3 reais no ingresso, meia entrada, na sessão das 21hs. No dia seguinte fui pra aula de óculos escuros, porque parecia um peixe, com as pálpebras inchadas.
  • eu adorava o cheiro do Dolce & Gabana e colava meu nariz em quem estivesse usando ele. Hoje em dia não estar fedendo já considero um bom sinal.
  • em 20 de novembro de 98 tomei benzetacil e nem sei por quê. Grifei com marca-texto laranja.
  • fui ao forró no KVA em 11 de outubro. Era perfeitamente aceitável isto na época, afinal. Fui com uma amiga que me fazia parecer normal, e que mijou na calcinha no banheiro, porque esqueceu do que vinha depois da meia calça, e ela estava de meia calça e shorts. Até hoje não entedi essa combinação de roupas. Ela jogou a peça mijada no lixo e saiu agarrando as pessoas como se nada tivesse acontecido. Quanto mais o pai dela tentava controlar, mais ela desenfreava quando ele não estava por perto. Segundo minha agenda, também houve cena romântica de vômito nesta fatídica noite. Não de minha parte.
  • em 98 usei uma agenda da Benetton, com capa plástica e garras de 6 furos - como as de fichário - em verde. Foi uma das que mais gostei até hoje. Ainda há um adesivo de um cavalo preto metendo numa égua branca no início.
  • quem já era mala naquela época continua sendo até hoje. Além de eu mesma.
  • minhas amigas se tornavam todas putas-rampeiras-de-beira-de-estrada quando não me convidavam pra sair ou viajar. E também vacas-piranhudas e pilantras-de-7-tetas. Mas ainda somos amigas. Ou não.
  • foi o ano em que estudei com um gremlim. Não exatamente o Guismo, mas a garota era praticamente igual! Nunca ousei jogar água.
  • sempre ia jogar bilhar num boteco asqueroso depois da aula. Se um dia tiver filhos (o que não é a minha intenção), tenho que destruir este blog, assim como queimar estas provas de meu comportamento adolescente (a)típico, sem noção. Se perguntarem eu nego.
  • fui expulsa da sala de aula no segundo dia, porque não parava de falar com minha amiga, a supracitada que se mijou no forró. Depois disso nos trocaram de sala, mas falávamo-nos via walk-talk, assim mesmo. Acho que foi o ano que conheci a Érica, minha melhor amiga (a Bee não conta, ela é irmã). Bem, tudo era culpa do Moguai, o mico-leão prateado.
  • por acaso esse foi o dia do meu aniversário... e ganhei meu ODIADO depilador elétrico, que ainda uso e chuto na parede até hoje. Eu realmetne odiei, porque não era da marca que eu pedi (uns 4 anos antes).
  • comprei um coturno 2 números maiores que meu pé, só porque não tive saco de esperar segunda-feira pra ir numa loja que tivesse meu número. Eu queria naquele dia e tinha que ser, e foi o da única loja que ainda estava aberta. Usei ele até ano passado, quando a sola se desfez. Ficava enorme e sempre tropecei por causa disso, mas adorava o bendito.
  • foi o ano em que meu pai me deu minha primeira Lamy. Uma Safari tinteiro de corpo amarelinho, que adoro e uso ainda. Custou 26 reais. Hoje em dia custa uns 60 ou mais. Era um sonho de consumo de papelaria meio utópico até então. Mas acho que foi causado pelo trauma dele de ter quebrado minha tinteiro chinesa, que foi baratinha, mas era querida.
  • eu tive uma paixonite pelo salva-vidas da ACM, que na época tinha 25 anos, minha idade atual. Eu tinha 17 e achava ele SUUUUPER mais velho.
  • eu fazia duas aulas de hidroginástica e uma de natação e sobrevivia. Uma pena que eu parei.
  • em 1998 ainda existia Telesp e Mappin, segundo consta aqui. Lá eu comprei uma calça de tactel (péssima).
  • em 26 de maio:

simplesmente encontrei um pentelho de bombril na minha comida. Passaria na boa não fosse uma pedra no arroz que quebrou um pedaço do meu dente. Como se não bastasse, tinha um bicho (uma daquelas lesmas) na couve-flor do meu pai. É demais pra um almoço só."

Continuo concordando. É demais. Preciso dizer que nunca mais comi lá?
Depois fui na dentista, pois estava em tratamento, e "as lágrimas pulavam do meu olho involuntariamente."

  • também consta uma quermesse na igreja do calvário com direito a "churrasco de pôney melancólico que quase terminou em churro".
  • meu pai ainda me buscava na casa das amigas:
o filha da puta ficou assistindo tv e dormiu. Ou seja, o cretino se esqueceu de mim, e me deixou lá esperando 1h e 1/2. E tava chovendo."


HAHAHAHAHA!

  • eu estava numa fase de viadice intensa: Bee Gees, ABBA, Village People. Muitos relatos...
  • 9 de junho:

De noite após eu quase me matar com uma tesoura sem ponta, eu fui com o meu pai assistir o The Big Shit."


Ganhei os ingressos porque era assinante da Folha. Mas só pra essas coisas mesmo, nunca gostei de ler jornal.

  • exatamente oito anos atrás, em 20 de junho:
... no almoço eu comi um prato grotesco de arroz c/ feijão e passei muito mal o resto da noite com gases. Quase morri. (...) Fiz as unhas c/ Irene."




E por hoje é só que cansei de picar papel.
Depois tem mais, se me der vontade.

quinta-feira, junho 15, 2006

Minha repolha.

Kiki, the kitten

Kiki está ficando grande, é uma graciiiiiinha minha gente!
Ela é toda dengosa e fofinha, ronrona e adora colo quentinho. Mas também brinca, corre, pula e faz escândalo se quer comer algo cobiçado do meu prato.
E o melhor de tudo é ver ela e o Snarf bem juntos, companheiros e amigos. :-)
Sem preço.

O avestruz sempre volta.



Juju estava reclamando que faz tempo que eu não escrevo. Realmente, ando achando que desaprendi, parei de vir aqui despejar o balde de reclamações e mesmice.
E também que de vez em quando eu sinto vontade de me fechar na minha concha, enfiar a cabeça no buraco mais próximo e sumir por uns tempos.
E foi o que eu fiz, porque ando sem paciência pras pessoas, estou negligente comigo mesma e parei de achar graça em muitas coisas, embora o mundo não seja 100% cruel.

E me admira que alguém ainda venha aqui ler todas essas bobagens, ainda mais dos arquivos. Hehehe! Então resolvi escrever em sua homenagem, Juju!

Agora preciso pensar no que eu posso escrever, porque nem eu mesma sei.

sábado, maio 27, 2006

Últimas criações.

Nintendo controller pouch
I've got scissors bracelet
I've got scissors bracelet


Aceito encomenda destes e outros itens... ;-)

terça-feira, maio 23, 2006

Crafty bitch.

Kiki sleeping

Parece que essa história de artesanatos e coisas do tipo não é exclusividade minha ou de mais meia dúzia de desocupadas. Acho que é mania mundial, ainda mais vendo o tanto de gente que entrou nos últimos meses no color-iffic swap-o-rama. Quase 700 membros. OPS! Olhando agora, vi que já são 749 membros! UAU! É gente pra caralho.

Minha última troca veio da Dinamarca e foi bem legal, a minha eu enviei pra uma mulher na Inglaterra, em Essex. Eu gostei dos itens que eu enviei, mas ela não parece ter ficado muito empolgada. Também pudera, quando meu pacote chegou lá ela nem me avisou, pois havia esquecido de enviar o pacote da parceira dela, pelo visto... Mas agora foda-se. Já tenho que pensar na de Junho e enviar mil coisas atrasadas no correio agora, mas sou uma criatura falida.

Por isso vou costurar até não aguentar mais.

domingo, maio 14, 2006

Life sucks.

Kiki não para de cagar mole, cagou no carpete no meu quarto ontem às 3hs da madrugada, pra me fazer limpar ao invés de estar babando no travesseiro quando deveria acordar mais cedo hoje. E depois cagou na cama do meu pai enquanto eu estive fora hoje de tarde, só pra me fazer ouvir o velho berrando blasfêmias no telefone. Ninguém merece.

quinta-feira, maio 11, 2006

We all scream for tuna icecream.



Snarf and Kiki.

The beggining of a friendship?


The beggining of a friendship?
Originally uploaded by FleaCircus.


Snarf now has a new lil sister. And they finally became friends.
The cutest moment were both sleeping together yesterday at night and Snarf bathing her. Awww... how can I resist?

quinta-feira, abril 27, 2006

senai



Estou bem ansiosa pra fazer os cursos do senai. Até agora tudo certo. O curso de design não achei grandes coisas e cancelei, mas o de corte e costura em couro parece bem melhor acessorado, embora os professores sejam nitidamente "mais simples". Acho que talvez por isso mesmo este curso seja muito melhor que o de design. O cara sabe, ensina e não fica de viadagem. E ponto final. Como as coisas devem ser.

Este ano preciso dar um jeito de ganhar na megasena e comprar uma máquina industrial pra costurar bolsinhas. Não que a Singer não seja ótima, só não rende (e não costura couro, claro).


Meu novo zonho de consumo.

sábado, abril 22, 2006

Chitão sem xororó nenhum.

chitas

Preciso ganhar dinheiro urgente. Mil contas pra pagar, um horror.

sexta-feira, abril 14, 2006

I'm tired of being myself.



Minha vida é um saco. Mas e daí? A sua também deve ser.

sexta-feira, março 24, 2006

Miau!

Snarfinho

Essa semana comecei a fazer um curso no senai de manhã cedo, e agora morro de sono depois da aula, ainda mais nesse calor bizarro. Afff!

Meu blog fez aniversário de 4 anos e nem percebi. Uia... parabéns, bloguito!

Snarf está fazendo "aleluia" com um kani-kama... hahaha! Ele é muito fofo.

domingo, março 12, 2006

Space elevators, amigurumi, zakka, japonarias, gatos e outras coisas.

Space elevators, tudo sobre inteligência alienígena, outro achado fofésimo da Juju, e dois livros que eu gostaria de ter, mas que só tem na Amazon do Japão.

The IT Crowd é fabuloso.
T. Carter, thank you for the nice postcard! I love postcrossing.

quinta-feira, março 02, 2006

*sigh*

nenê fofo da mãe

Mil coisas pra fazer, mil idéias, tempo curto... demora demais fazer modelagem.
E preciso ir no correio amanhã sem falta.

sábado, fevereiro 25, 2006

Tem um chá, cotô cotô...

Esse videozinho é tão fofo que eu não agüento.
E depois ainda fiquei com isso na cabeça um tempão, por culpa da Juju.

Fofo de passar mal...

http://www.youtube.com/?v=BN5z9-wkOug

sexta-feira, fevereiro 24, 2006

Ouvindo ABBA e costurando...

Bolsa que eu fiz para o swap-o-rama do Flickr.
Bolsa em chita e brim.
...is the best I can do.

Tô com um pouco de dor de estômago, uma coisa meio estranha...
Preciso ir na 25 de março comprar mais material pra fazer bolsas.
Agora me empolgay. Aceito encomendas, outros modelos e bolsas personalizadas também.

terça-feira, fevereiro 21, 2006

Two cool cats.

<br />Snarf espiando o gato da vizinha na janela.

Snarf espiando o gato da vizinha na janela.

sábado, fevereiro 18, 2006

sexta-feira, fevereiro 17, 2006

Não gosto de futebol, mas adoro dinheiro.

Hoje fiz o código pra home page provisória do site do PFC. Mas ainda sou muito mais o SPFC, é claro. Mas desde que o Corinthians perca, não importa o time em questão.

Hoje recebi outro cartão de aniversário de Portugal. E ganhei do meu tio sem noção uma bolsinha Louis Vomiton, provavelmente made in China ou Paraguay. Ri móinto e nem foi culpa das cervejas.

Preciso tomar banho.


Essa semana ganhei um presente do Rodrigo, que ele comprou pela minha wishlist do Submarino. Mas o Submarino já teve seus dias de glória, agora estão mais pra decadência. Mandaram errado um dos itens e desde segunda-feira ainda não vieram buscar como disseram, e efetuar a tão "complicada" troca pelo produto correto (que consta no site e na nota fiscal).
Caro Submarino, eu sinto dizer, mas vocês já não tem mais a reputação de 4 anos atrás, quando fiz minha primeira compra. Já é a 4ª vez que erram comigo. E o atendimento anda podre e ineficiente. Há mais de um ano aguardo um contato que não aconteceu, sobre uma peça que veio errada da minha máquina de costura, também comprada pelo site. E não foi um produto de 1 real, como daquela vez em que me mandaram o Whiskas sachê na versão adulto quando pedi na versão filhote, e quando trocaram, me mandaram um pacote de ração VENCIDA. Isso daria processo certamente, mas aceitei as desculpas e o vale-presente de 30 reais pra calar a boca. Serviu pra um livro, que é das poucas coisas que não vêm erradas.

Incrível, não?

Bom, agora vou tomar meu banho antes de começar Lost.

Torino 2006

Torino 2006

terça-feira, fevereiro 14, 2006

Les Rita Mitsouko

Viciei. Há uma semana só escuto isso. Minto, ainda escuto outras coisas também. Mas gostei tanto disso...

Ontem ganhei presentinhos do Rodrigo. Depois tiro a foto das oferendas de aniversário.

Ando tão sem vontade... não sinto vontade de fazer nada. Só ler, ouvir as vozes de pato da dublagem de LOST da globo, e poucas coisinhas... queria sair pra andar as 4 da madrugada, mas não sei se isso daria muito certo. Qualquer hora experimento.

Ah, a caralha do Vírtua me manda um IP 201.x.x.x que é bloqueado em algum lugar no caminho quando tento acessar o Flickr. Meu site favorito e não consigo ver as fotos. Estou há dias tendo que usar um proxy sei lá de onde pra conseguir ver minhas próprias fotos por lá. E é só o servidor das fotos, o resto abre normalmente. Por causa disso a conexão do resto fica extremamente lenta. Parece que outros usuários já têm esse problema com o Vírtua há quase um mês. E nada dos incapacitados conseguirem achar o ponto onde está o problema e resolver logo. Os caras do Yahoo se disponibilizaram a ajudar na detecção da ponta deles, mas talvez seja coisa da Embratel, e aí esquece... o jeito é voltar pro ADSL.
É extremamente patético. O suporte técnico obviamente é a maior perda de tempo e liguei direto pra ouvidoria, que se comprometeu a me enviar resposta e ainda nada. O jeito é cobrar, pressionar e se unir aos outros que também têm o problema de acesso ao static.flickr.com. De chorar isso... bem coisa de brasileiro.

quinta-feira, fevereiro 09, 2006

Cartões.


Blogger vai sair do ar, então tenho que ser rápida.
Andei fazendo uns cartões, pra mandar pra Portugal. E já recebi 4 cartões das meninas de lá, pelo flickr. ;-)
Adolei.

terça-feira, fevereiro 07, 2006

Marmorização, cansaço, uma pança com biscoitos.

paper marbling paper marbling


Ontem resolvi que iria fazer marmorização em papel. Só que eu fiz isso há 11 anos atrás uma única vez e depois nunca mais. Nada como a internet pra consultas interessantes. Ainda estou adaptando a técnica, ontem fiz uns e hoje fiz mais. Ficaram melhores, mas ainda não está no ponto.

Snarfinho está resfriado, tadinho... espero que ele fique bom logo.

quarta-feira, fevereiro 01, 2006

Cama nova!!!

Minha cama chegou hoje, e de tarde fui na Zêlo comprar roupa de cama. Comprei um jogo de cama em algodão com escritinhos, um lençol branco, colcha, capa de travesseiro e edredon, tudo branquinho e lindo. Estou tão feliz!!!

Snarf mais que rapidamente tirou a soneca inaugural da cama.

cama nova cama nova

terça-feira, janeiro 31, 2006

Snarf e seus presentinhos.

Snarf estampa de Snarf na caminha do Snarf

Snarfinho ganhou uma caminha fofa da Tok Stok do JP. Dormiu hoje de tarde dentro dela, pena que eu não vi, eu estava no médico levando puxão de orelha... pra variar.
Tô de travesseiro decente finalmente, caro e com cheiro estranho de látex, mas bem gostosinho.
E nada me dá mais sono que "a profecia celestina". É zzzzzzzzzzzzzzz na certa.

segunda-feira, janeiro 30, 2006

Bobagem nunca é demais por aqui.

1.Pegue o livro mais próximo a você, vá para a página 18, linha 4.
Página 18 era ilustração, vai o segundo livro.
"solteiro sem porvir, jornalista medíocre quatro vezes" - Memória de minhas putas tristes, Gabriel García Márquez, Record, 2005.

2. Estique seu braço esquerdo o máximo que conseguir.
Estiquei. E daí?

3. Qual foi a última coisa que você viu na TV?
Uma espiada no "vale a pena ver de novo". Adoro a Lavínia Vlasak.

4. Sem olhar, que horas são?
16:30

5. Agora olhe para o relógio. Que horas são?
17:12

6. Fora o barulho do computador, o que você está ouvindo?
Vanessa da Mata, "Eu sou neguinha". HAHAHA!
E a chuva lá fora.

7. Qual a última vez que você saiu de casa? O que estava fazendo?
Há alguns minutos, fui comprar algo pra comer e pilhas.

8. Antes de começar a responder este quiz, o que você olhou?
O blog da Juju, de onde veio essa "pérola".

9. O que você está vestindo?
Calça jeans, camiseta-brinde ("Invista em ações pela Internet."), meias de estrelas vermelhas, conga vermelho com fecho em velcro, calcinha preta Hering, top amarelo, relógio.

10. Você sonhou noite passada?
Provavelmente, mas não me lembro.

11. Quando foi a última vez que você riu?
Ontem.

12. O que tem nas paredes do quarto onde você está?
Quadro de metal com ímãs fofos e ímãs de pizzaria, farmácia, etc, papéis pendurados que o Snarf ainda não teve tempo de derrubar.
Buracos, rachaduras, sujeira, pregos. Um relógio do Garfield sem pilha há anos.
Encostado um espelho que era porta de um armário que não conheci.
Tomadas com milhões de benjamins e fios pendurados.

13. Viu algo estranho nos últimos dias?
É mais fácil perguntar o que não é estranho neste mundo.

14. O que você acha desse quiz?
Meio boboca, tive que corrigir os erros de português em quase todas as questões.
Mas serve para me ajudar a procrastinar.

15. Qual o último filme que você viu?
Charlie and the chocolate factory

16. Se do dia para a noite, você virasse um multi-milionário, o que você compraria?
Ações, coisas que me fizessem ganhar mais dinheiro ainda, e muitos móveis e livros. Além de apartamento para morar sozinha com meus móveis e livros. Passagem aérea para conhecer o mundo. Dois carros, um pro JP.

17. Diga-me algo sobre você que eu não saiba:
Eu quem? Nem sei quem fez esse questionário e não acho que alguém vá se interessar por algo aqui.
Juju não gosta de suco de caju, e eu não gosto de suco de laranja e acerola.

18. Se você pudesse mudar uma coisa no mundo, independente de culpas ou política, o que você faria?
Acabaria com a humanidade, talvez. Assim alivia o planeta da carga de merda.

19. Você gosta de dançar?
Não.

20. George Bush:
Um primata que não está no zoológico, ou seja, no lugar errado.

21. Imagine que seu primeiro filho é uma menina, como ela se chama?
Não há essa possibilidade. Há ranhentos demais já no mundo pra eu fabricar mais um.

22. Imagine que seu primeiro filho é um menino, como ele se chama?
Vide resposta anterior.

23. Você consideraria viver no exterior?
E quem não consideraria viver num lugar melhor?
Talvez não tivesse a necessidade se fosse multi-milionária como sugere uma das questões, sendo que poderia mandar buscar tudo o que me interessasse de fora e exploraria a mão de obra barata e a ingenuidade do povo aqui mesmo, para ficar mais milionária ainda e curtir as férias em Paris.

24. O que você quer que Deus diga quando você alcançar os portões do paraíso?
Me perdôe.

25. 4 pessoas que devem responder este quiz nos journals deles:
Vovó Mafalda, Papai Sacudo, Garoto Juca, palhaço Gozo.

Meu companheirão.

Snarf
Snarf


Onde eu vou, Snarf vem atrás. É fofo ou não é? :-D

}!{

Estou a fim de fazer uns stencils. E tenho que terminar de costurar umas coisas e mais outras tantas pra começar ou terminar... nem sei onde começo. Ser criativa é bom, mas também é complicado se não se tem tempo ou recursos. Fazer o que?

Final de semana foi bom. Domingo fui com JP almoçar no shopping center norte. O Montana grill de lá é uma merda, e não recomendo a ninguém. Nem pretendo comer lá novamente.

Aproveitamos e já escolhi onde deitar minha carcaça futuramente. Preciso ler muita coisa e trabalhar. Faltam 5 dias.

domingo, janeiro 29, 2006

sexta-feira, janeiro 27, 2006

Mozart Birthday

Mozart Birthday

Tá vendo, até Mozart era aquariano. Aquarianos são um luxo, eu não disse?


Snarfinho está dodói, rezem pra que ele se recupere rápido e meu pai tome vergonha na cara e pare de fazer merda de uma vez por todas. Amém.
Gastei R$ 230,00 hoje só com caixa de transporte + veterinário + remédios. Ou ele comeu algo que fez muito mal ou então ele realmente teve intoxicação por causa do veneno que o cretino do meu pai andou borrifando pra matar formigas. E eu implorei pra que ele não usasse aquela porra, mas adianta falar com uma criatura burra daquelas? A resposta está nos meus gastos de hoje. E sorte que recebi 50% correspondente ao trabalho da von Braun ontem, senão seria um grande problema hoje se eu não pudesse levar ele no médico.

O veterinário trabalha com homeopatia, agora ele está tomando Nux vomica, de hora em hora. Ele está tão caidinho que dá vontade de chorar. Espero que meu amor felino fique bom logo, senão mato meu pai de porrada. Que maldito... ele só faz cagada sempre, sempre, sempre. Mesmo quando imploro pra ele não fazer tal coisa, é só virar as costas e ele faz. Que inferno... viver com meu pai torna as coisas muito inseguras pra nós.

Fique bem, Snarfinho. Mamã te ama. :-*

quinta-feira, janeiro 26, 2006

Faltam 9 dias! :-D

E eu preciso ir dormir, definitivamente. Deviam parar de colocar coisas interessantes na internet, senão eu não durmo. Humpf.

segunda-feira, janeiro 23, 2006

Faltam 12 dias...

... para o dia mais importante do ano.
Quebrem seus cofrinhos. :-D

Pre-birthday gifts.


Pre-birthday gifts.
Originally uploaded by FleaCircus.

Meus presentinhos de mim para mim mesma com paitrocínio, porque eu mereço.
E preciso fazer cocô.
Vou ver meu amor, lalalá!
Que alegria...

domingo, janeiro 22, 2006

I'm heartbroken.

Sentirei saudades do Pal, o gatinho pelado.

Antes de ontem fez um ano que o Snarf veio morar conosco e me encher de alegria.
Fiz assinatura de ração no meuamigopet.com.br e ele ganhou vários presentes.
Ontem fui na casa da Mari e conheci a Andreza. Elas são lindas. E o Snarf ganhou um poste arranhador chiquérrimo e já foi logo cheirar e brincar. Sem o Snarf acho que eu morro. Obrigada, Mari! Desculpe hoje por não ter conseguido estar acordada o suficiente pra ir almoçar.


Minha mãe veio me visitar 9hs da madrugada hoje. Que idéia...

sexta-feira, janeiro 20, 2006

2 remember:

Preciso levar isso mais a sério.

By relieving the brain of all unnecessary work, a good
notation sets it free to concentrate on more advanced problems...

- Alfred North Whitehead

Muito zono pra uma só pessoa.

Preciso dormir e fico enrolando aqui. A verdade é que mesmo com sono não queria parar o que estava fazendo, mas é meio complicado costurar de madrugada por causa do barulho.
Amanhã terei que acordar cedo... buig.

Queria dormir menos e costurar e escrever mais. E ler também. E terminar todos os mil livros que comprei e o que ganhei no natal. Mas acho que já disse isso antes.

Já contei que eu morro de rir com a cara do bonequinho do Patrick? Quando estou borocochô é tiro e queda pra me fazer sorrir. Adoro! Presentinho fofo do JP, pra variar. :-)

Anda demorando demais os uploads de foto do blogger. ¬¬ pifff...
Quero ir dormir, cacete. Aê, até que enfim.

Patrick

quinta-feira, janeiro 19, 2006

I don't know what to say about all of this.

Incrível como de repente deixei de escrever aqui e no papel. É ridículo, se pensar no quanto eu adoro fazer isso normalmente. Parece até que estou perdendo a prática, a cada dia que deixo de escrever um pouquinho e vou ficando cada vez mais apática e sem vontade de tudo isso.
E blog é uma puta terapia barata, e dane-se quem for do contra em relação a isso. E terapia é o que eu mais preciso, como complemento ao Snarf, que posso dizer ser um bálsamo na minha vida, que me diverte à beça e me deixa feliz à toa. Embora bálsamo seja uma palavra que soe brega.


Snarf, o gato



Não curto promessas de ano novo, inclusive porque eu me conheço e não cumpro, mas realmente preciso ler e escrever mais, e fazer meu cérebro funcionar mais rápido, excepcionalmente neste calor dos infernos.

E hoje eu assisti Charlie and the chocolate factory, a nova versão. Adorei, mas prefiro as músicas da primeira filmagem, embora os loompa-loompas sejam mais legais nessa. Todo aquele açúcar... afff!

terça-feira, janeiro 17, 2006

= ° . ° =


= ° . ° =
Originally uploaded by FleaCircus.

Estou cansada e deprimida. And that's all.
Snarf me mantém existindo, não posso deixá-lo, ele é meu compromisso, minha alegria e responsabilidade.

E eu queria que o JP fosse mais feliz também. E se estressasse menos. =oMas não podemos ter tudo o que queremos geralmente.
Fazer o que?
Se desligassem a chave verão já seria um bom começo. Hoje foi insuportável o calor.

segunda-feira, janeiro 16, 2006

I love google logos.

Martin Luther King Jr. Day

Snarf's first video

Clique aqui ou no título do post. Pena que ficou tão escuro... vou fazer outro com luz natural depois.

Cocô na batata.

Final de semana ótimo. Fiz strogonoff, vi a first season de 4400 com o JP, mudei todos os móveis do meu quarto de lugar e me livrei de umas coisas velhas totalmente inúteis. Agora só falta emagrecer e ganhar dinheiro.

:-)

quinta-feira, janeiro 12, 2006

Calor da porra!

Alguém desligue o aquecimento, por favor!
Ninguém merece esse verão insano.
Quero um freezer só pra mim.

Drunk as an opossum.


I think ic! I drunk too much ic! that catnip tea... ic!
Originally uploaded by FleaCircus.

Hoje tomei tanta cerveja que mijei nas calças. Foi patético.

Hahahahaha! Eu me amo.

quinta-feira, janeiro 05, 2006

"Care for a little necrophilia? Hmmm?"


=oP
Originally uploaded by FleaCircus.



Ontem de madrugada passou um filme na Globo chamado Brazil: um cara trabalhando e vivendo numa sociedade extremamente burocrática onde nada pode ser feito sem o apropriado formulário corretamente preenchido, autenticado e carimbado em 5 vias, onde as elites sempre procuram a mais nova plástica, esticando seus rostos artificiais e tratando de amenidades. O chefe é o menos preparado para o trabalho, o cara que não sabe o que fazer nem quando o problema é simples.

Tubulações horrendas estão presentes em todos os lugares, simbolizando um vínculo sempre existente entre a sociedade e o governo e também a anti-estética tecnológica da modernização das metrópoles. O governo está sempre presente e controlando. O filme foi feito em 1985 e, apesar de ser uma crítica à incompetência governamental, com humor e sarcasmo, as coincidências com o nosso Brazil não parecem estar apenas no título do filme. Há muitos artigos a respeito, muitos comparando o teor com a superficialidade de Hollywood, aos EUA, aos países desenvolvidos, e por último citam o Brasil, como se fosse de fato o nome do filme algo aleatório e sem importância.

Eu imaginei que o Terry Gilliam, o diretor, resolveu escrever a história e criar o filme após alguma visita ao nosso querido país em época de ditadura militar e constatando que o inferno é aqui, e está nas repartições públicas, na falta de informação, no turismo de guichê onde um idiota de um departamento te envia para outro num eterno ping-pong em busca de um carimbo que falta, uma assinatura na quarta via, filas intermináveis e dando de cara na porta porque é horário de almoço. Seria sensato. Seria uma boa crítica, um bom tapa na cara se críticas favorecessem o amadurecimento das idéias numa sociedade que as reprime.

Porém, pelo que li a respeito, o autor se inspirou na música do Ary Barroso, Aquarela do Brasil (música que toca no filme diversas vezes, inclusive cantarolada pelo ator principal), num dia em que estave numa praia cinzenta e poeirenta da Inglaterra, um lugar lúgubre e distante das cores das nossas praias. Segundo ele, a música estranha tocou no rádio de um pescador proporcionando uma visão de sonho e utopia, de esperanças e possibilidades, fora da realidade. E assim ele nomeou o filme, porque o personagem principal adentra o filme já sonhando, apaixonado por uma mulher que nem ao menos sabe o nome. Claro, uma proletária, uma mulher cuja vida está longe da vida que sua mãe leva tentando parecer cada vez mais linda, rica e jovem.

Segundo a wikipedia o por quê do nome do filme é outra coisa, mas quem se importa? A carapuça serve por outros motivos também e não precisamos ir longe para perceber isso.

plastic surgery for a brand new face

Entre terrorismos, torturas, uma crítica ferrenha ao homem tacanho da repartição e ao tratamento péssimo dado aos que não podem bater cartão nas lojas caras, restaurantes e cirurgiões plásticos da moda, a questão é que isso coincide com os anos amargos de ditadura militar aqui no Brasil, além de outros aspectos comuns com outros países nada tupiniquins. Nisso ele é brilhante.

Uma cagada do governo e ninguém sabe o que fazer para consertar, um joga pro outro departamento a responsabilidade, e uma viúva chora pelo marido inocente que morreu no lugar de um outro por causa da troca de uma única letra no preenchimento de um formulário. Parece com a vida real? Por que será?

Santa Claus: What would you like for Christmas?
Little girl on his lap: My own credit card.

HOHOHO!
Quem diria que eu veria um filme assim na madrugada na globo? E por que será que só passam filmes bons durante a madrugada (isso também vale pro SBT)?

Enfim...
(suspiros)

quarta-feira, janeiro 04, 2006

Eu voltei.

Pronto, agora aí do lado tem links do meu catálogo de livros (ainda incompleto), o último livro lido (começando de hoje) e o que ouvi de música durante a semana atualizado pelo audioscrobbler (todas as segundas-feiras ele atualiza aparentemente).

Ano novo e eu não ligo a mínima.
O Roberto Carlos já encheu o saco... não aguento mais ver ele na tevê no final do ano. Quando esse cara morrer vão tratar de canonizá-lo de tanto frisson pela perna biônica do cidadão. Depois eu é que sou insana.

Ganhei o livro que eu queria da Carmen Miranda no natal, amigo secreto básico.
E a Val me fez surpresa, me mandou o cd do Medeski que estava na minha wishlist do Submarino. Uma fofa... =o)

Falando nisso, hoje é aniversário da minha amiga Renata, mas acho que já está meio tarde pra ligar na casa dela... e da Elisa querida também. ;-) A propósito, não sei o que deu na cabeça dela pra ter deletado o blog... ê, moça...

Mais uma do Google.

A picture of the Braille letters spelling out 'Google.' Happy Birthday Louis Braille!